1113-01-06-2021

01.06.2021 15:48:00

Intervenção inicial do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, na reunião do CMNG do BRICS, Moscovo, 1 de junho de 2021

    Bom dia, caros amigos!

    É sempre um prazer encontrar-me consigo, amigos e pessoas afins. 

    Infelizmente, a infeção pelo coronavírus não nos permite realizar uma reunião presencial. Gostaria de expressar uma vez mais a minha solidariedade para com a Índia e o seu povo. Estamos dispostos a continuar a prestar ajuda e a cooperar no combate à pandemia. Só através de esforços coletivos conseguiremos debelar a presente crise para o bem de todos os países.

    Não são apenas os sistemas nacionais de saúde que estão sob pressão crescente. A pandemia fez com que as tendências negativas nas relações internacionais se tenham intensificado e o potencial de conflitos e o risco de destruição do sistema de estabilidade estratégica tenham aumentado. O egoísmo nacional, o desejo de dominar a todo o custo e o desrespeito pelos interesses de outros países torpedeiam os alicerces do sistema multilateral estabelecido após a Segunda Guerra Mundial, sendo o direito internacional a sua pedra angular. Refiro-me à Carta das Nações Unidas e não às "regras" inventadas pelos nossos colegas ocidentais.

    O número e a complexidade dos desafios enfrentados pela comunidade internacional e o desenvolvimento sustentável do planeta estão a crescer. Entre eles estão a ameaça do terrorismo, a criminalidade transnacional, inclusive na esfera digital, as alterações climáticas e o fosso crescente entre ricos e pobres. Estes problemas só podem ser resolvidos em conjunto.

    Hoje poderemos discutir substantivamente toda a agenda no espírito de respeito mútuo e desejo de obter um resultado inerente ao grupo BRICS. A nossa associação desempenha um papel de liderança na solução dos problemas globais da atualidade, dando exemplo de verdadeiro multilateralismo, inclusivo, universal e não discriminatório. 


    Neste contexto, apoiamos a iniciativa dos nossos amigos indianos no sentido de os Ministros dos Negócios Estrangeiros dos países do BRICS enviarem, em conjunto, um sinal forte ao mundo a favor do reforço e da reforma do sistema multilateral numa inabalável base do direito internacional e do papel central nos assuntos mundiais da organização mais universal e inclusiva, a ONU. A voz unificada dos BRICS nestas questões é hoje mais importante do que nunca.